sexta-feira, 15 de junho de 2018

Business - Saturday's Heroes (1985)

GÊNERO: Oi!
ORIGEM: Inglaterra (Lewisham / Londres)
FORMAÇÃO:
Micky Fitz - Michael Fitzsimons (Vocal)
Steve Whale (Guitarra)
Mark Brennan (Baixo)
Mick Fairbarn (Bateria)
.
Este é o segundo álbum do grupo, lançado pelo selo Harry May, um dos inúmeros nomes do selo independente de seu produtor, na época. É um bom álbum, não encontro nenhuma música ruim, embora não tenha nenhuma excelente, apesar de algumas muito boas. Não é muito veloz e os músicos não apresentam grande técnica, e o som é o típico punk rock britânico do final dos anos 70, com refrões em sing-a-long! Na verdade lembra bastante Ramones, porém mais lento e o vocal mais grave e menos melódico, mais Oi! O álbum conta com uma faixa bônus, que é, justamente, um cover, o único do álbum. Vale a pena conferir!
.
FAIXA A FAIXA:
1) Spanish Jails. O álbum inicia com uma boa faixa de apresentação! Com uma boa frase da guitarra que se mantém até a entrada da voz. No mais é um punk rock bem característico, com uma dinâmica mais acentuada no refrão.
2) All Out Tonight (Remix). Esta faixa é um pouco mais acelerada que a anterior, mas não muito, mantendo as características do punk rock inglês. Destaque para a caixa dobrada na parte B, antes do refrão, além do solo de guitarra.
3) Never Be Taken. Outra que se mantém um pouco mais acelerada, como a faixa anterior. O destaque está no arranjo da bateria, onde, na parte A, existe os ataques nos pratos no momento da troca de acordes, bem como a caixa executando a frase junto com a voz no refrão.
4) Shout It Out. Aqui começa a melhor seqüência do álbum! Esta faixa já é mais acelerada que as anteriores e tem um riff bem interessante, da guitarra, típico do rock 'n' roll, o que, aliás, é o grande destaque da faixa, já que o refrão não tem nada de mais.
5) Harder Life. Outra faixa que gosto muito, porém já mais lenta, mas com bons riffs de guitarra, bem rock 'n' roll, e uma boa seqüência harmônica na parte A. No mais, mantém as mesmas características das faixas anteriores.
6) Frontline. Outra faixa que considero das melhores. Principalmente devido ao riff e solo de guitarra no início da faixa. A parte A também é bem bacana, enquanto o refrão já é mais alegre, apesar de bacana também.
7) . Esta faixa sem nome é apenas uma introdução à faixa seguinte, e conta apenas com risos e gemidos femininos.
8) Foreign Girl. Sem sombra de dúvidas a melhor faixa do álbum! A parte A é sensacional! Lembra muito o refrão de Kickstart My Heart do Mötley Crüe! O refrão mantém uma energia à parte, mantendo a composição a um nível elevado. Vale a pena conferir!
9) Nothing Can Stop Us. Outra faixa um pouco mais acelerada. Bem interessante, mas com nada muito empolgante. O grande destaque são as pausas no refrão.
10) Freedom. Esta é uma boa faixa, principalmente devido ao solo de guitarra e ao refrão que se parece muito como um grito de união. No mais é um típico punk rock britânico.
11) Saturday's Heroes. A faixa que dá nome ao álbum também tem um refrão bem sing-a-long, com uma boa parte B que prepara para o refrão. Boa faixa, mas nada muito empolgante.
12) Drinking And Driving (New Version). Talvez a faixa mais diferente de todas, existe, inclusive, um piano no arranjo, o qual, infelizmente, não sei quem o toca. É um rock 'n' roll com uma letra irônica, e que rendeu algumas incomodações ao grupo! Boa faixa, bem alegre, clima de bar!
13) Hurry Up Harry. Esta é uma faixa bônus que inicia emendada com a faixa anterior e é, na verdade, um cover do grupo inglês Sham 69, originalmente lançada em 1978. Poderia muito bem ser confundida com uma música do grupo, pois mantém as mesmas características das demais faixas do álbum. O destaque é o solo de piano.
Ouça o álbum e conheça os heróis de sábado!

Nenhum comentário :

Postar um comentário