sábado, 31 de outubro de 2009

Bad Religion - The Empire Strikes First (2004)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Los Angeles-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Greg Graffin (Vocal)
Greg Hetson (Guitarra)
Brett Gurewitz (Guitarra)
Brian Baker (Guitarra)
Jay Bentley (Baixo)
Brooks Wackerman (Bateria, percussão)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à eventuais arranjos do conjunto, mantendo a figura da clcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com eventuais trechos onde intervalos de terça são executados, além de eventuais riffs de guitarra que ajudam a carcterizar a harmnia em questão. Destaque para as participações de David Bragger tocando violino em Atheist Peace, Mike Campbell tocando guitarra e John Ginty tocando Hammond B3 em Los Angeles Is Burning e Leopold Ross tocando um alienador sônico em Beyond Electric Dreams.
.
DESTAQUE: The Quickening
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma I-A-B-A'-B-A'-C-A''-A'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido ao arranjo da introdução, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais trechos onde intervalos de terça são executados, sendo a introdução (I): IV-III, em A: VI-I-II-IV-III, em B: IV-I-III-IV-VI-V-IV-V, e em C: IV-VI-I-II-III-IV-V.

quarta-feira, 28 de outubro de 2009

Bad Brains - I Against I (1986)

GÊNERO: Funk Metal
ORIGEM: EUA (Washington / Distrito Federal)
FORMAÇÃO:
H.R. (Vocal)
Dr. Know (Guitarra)
Darryl Jenifer (Baixo)
Earl Hudson (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é denso, principalmente, devido às acentuações fora do tempo forte e pausas, além dos arranjos de bateria e baixo, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura pouco elevada e extensão elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo, eventualmente, acordes com a inclusão da terça, além de frequentes riffs de guitarra que ajudam a carcaterizar a harmonia em questão. Destaque para a sincronia entre bumbo e baixo.
.
DESTAQUE: Let Me Help
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-A-B-C-A'-B'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em A devido à acentuação fora do tempo forte no arranjo do baixo, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, não ultrapassando uma quarta de distância, possuindo altura pouco elevada e extensão elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo um cromatismo em C, sendo a introdução (I): I-VII, em A: I-VII-II-III, em B: V-IV-VI-VII-I-VI-VII-I, e em C: Cr-I. A introdução é executada de maneira solo pela guitarra.

segunda-feira, 26 de outubro de 2009

Angry Samoans - The '90s Suck And So Do You (1999)

GÊNERO: Punk Rock
ORIGEM: EUA (Los Angeles-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Mike Saunders (Vocal, guitarra)
Alison Wonderland Victor (Guitarra, baixo)
Tony Palmer (Baixo)
Julia Altstatt (Baixo)
Bill Vockeroth (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura baixa e extensão pouco elevada, mantendo a tônica do acorde como referência. A harmonia é executada toda em power chords. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Mister M.D.
Música com compasso quaternário, tonalidade de A (Lá Maior) e forma I-A-B-A-B-C-A'-B-C-A''. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta do acorde como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo a introdução (I): V-II-IV-III-I, em A: V-II-IV-I, em B: IV-V-IV-III, e em C: I-VI-IV-V. A introdução é executada de maneira solo pela guitarra.

sábado, 24 de outubro de 2009

Alice Donut - Three Sisters (2004)

GÊNERO: Indie
ORIGEM: EUA (Nova York / Nova York)
FORMAÇÃO:
Tom Antona (Vocal)
Michael Jung (Guitarra)
Sissi Schulmeister (Baixo)
Stephen Moses (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compassos quaternário, ternário e binário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido à variação de compasso, eventualmente na mesma música, como pela variação de cadência, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada com eventuais acordes de passagem e power chords, bem como eventuais execuções arpejadas, existindo, também, eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos vocais por Tom Antona.
.
DESTAQUE: Up Is Down
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma A-B-A-B'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido aos arranjos de bateria e variação de cadência de A para B, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada com eventuais acordes de passagem, oriundos de empréstimo modal, e riffs de guitarra com notas de passagem, em A, executado de maneira arpejada, sendo em A: I-IV/IV-IV, e em B: V-IV-I-V.

quinta-feira, 22 de outubro de 2009

AFI - Dork (1993)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Ukiah-M.C. / California)
FORMAÇÃO:
Davey Havok (Vocal)
Mark Stopholese (Guitarra)
Geoff Kresge (Baixo)
Adam Carson (Bateria, percussão)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido à pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura elevada e extensão pouco elevada, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords. Destaque para a execução dos arranjos.
.
DESTAQUE: Ny-Quil
Música com compasso quaternário, tonalidade de Bm (Si menor) e forma I-A-B-A-B-A'-B. O ritmo é pouco denso, sendo elevado na itrodução devido à cadência, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo a introdução (I): IV-III-IV-III-I, em A: I-VII-III-I, e em B: V-III-IV-VII-V-III-IV-III-IV-III-I.

terça-feira, 20 de outubro de 2009

Acid - Acid (1982)

GÊNERO: NWOBHM
ORIGEM: Bélgica (Bruges / Flandres)
FORMAÇÃO:
Kate De Lombaerd (Vocal)
Demon - Donald (Guitarra)
Dizzy Lizzy - Peter (Guitarra)
T-Bone - Pete (Baixo)
Anvill - Geert (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das eventuais acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura elevada e extensão pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, com eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, estes, de maneira arpejada. Destaque para a execução dos arranjos vocais por Kate De Lombaerd.
.
DESTAQUE: Heaven's Devils
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-A-B-C-A-B-A'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às acentuações fora do tempo forte no aranjo de guitarra, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção da introdução (I) e de C, onde são executados os acordes com a inclusão das terças pelo piano e guitarra, respectivamente, sendo o último de maneira arpejada, sendo a introdução (I): V-I6/4, em A: I-III-I-IV, em B: VI-IV-VII-VI-IV-III, e em C: I-I2-I-II-III-I-II-VII-I. C está na tonalidade relativa (Sol Maior) e todos acordes estão no modo Maior, servindo de acordes de passagem.

domingo, 18 de outubro de 2009

AC/DC - Live In Concert (1978)

GÊNERO: Hard Rock
ORIGEM: Austrália (Sydney / New South Wales)
FORMAÇÃO:
Bon Scott (Vocal)
Angus Young (Guitarra)
Malcolm Young (Guitarra)
Cliff Williams (Baixo)
Phil Rudd (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 90 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido aos arranjos de guitarra, mantendo a figura da colcheia cmo a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, em graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão elevada e altura não muito elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, geralmente, com a cadência padrão do rock (I-IV-V), havendo frequentes acordes de passagem oriundos de empréstimos modais ou funções de dominante, além de frequentes riffs de guitarra que ajudam a carcterizar a harmonia em questão. Destaque para as improvisações por Angus Young.
.
DESTAQUE: Gone Shootin'
Música com compasso quaternário, tonalidade de F#m (Fá sustenido menor) e forma I-A-B-A'-A-B-A'-A''-B'-A'-A'''-A'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às acentuações fora do tempo forte nos arranjos de guitarra, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por garus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada dentro da cadência padrão do rock (I-IV-V), sendo o primeiro grau com variações, além de eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo a introdução (I): I, em A: I-I11-i-I, e em B: V-IV-I. Entre A' e A''' existe uma ponte, a qual também é executada no final da música, onde nada mais é do que A executado com arranjo diferente. A introdução possui um riff de guitarra que ajuda a carcterizar a tonalidade, apesar do cromatismo.

sexta-feira, 16 de outubro de 2009

AC/DC - For Those About To Rock (1981)

GÊNERO: NWOBHM
ORIGEM: Austrália (Sydney / New South Wales)
FORMAÇÃO:
Brian Johnson (Vocal)
Angus Young (Guitarra)
Malcolm Young (Guitarra)
Cliff Williams (Baixo)
Phil Rudd (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 90 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às frequentes acentuações no contratempo ou tempo fraco, além de frequentes pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo altura e extensão elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada dentro do campo harmônico da tonalidade original, existindo eventuais acordes de passagem oriundos de empréstimos modais. Destaque para a dinâmica dos arranjos.
.
DESTAQUE: For Those About To Rock (We Salute You)
Música com compasso quaternário, tonalidade de Bm (Si menor) e forma I-A-B-A'-B-A'-C-B-D-D'-Coda. O ritmo é pouco denso, elevado devido às acentuações no contratempo e tempo fraco, além das frequentes pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo altura e extensão elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada dentro do campo harmônico da tonalidade original, com eventuais trechos onde existem acordes de passagem oriundo de um empréstimo modal, sendo a introdução (I): I-i-I-I11, em A: I-VII-VI-III6-IV, em B: I-III-VII-IV-VI-IV, em C: VII-VI-IV, em D: I-VI-III-VII, e na Coda: I-VII-VI-V-IV-I. A Coda é executada em power chords.

quarta-feira, 14 de outubro de 2009

88 Fingers Louie - Back On The Streets (1998)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Chicago-C.C. / Illinois)
FORMAÇÃO:
Denis Buckley (Vocal)
Mr. Precision (Guitarra)
Joe Principe (Baixo)
John Carroll (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo possui certa densidade, principalmente, devido à eventuais pausas de curta duração, antecipações e frequentes síncopas, além de arranjos específicos de cada instrumento, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo frequentes intervalos de terça e riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, além de evenyuais linhas do baixo. Destaque para a execução dos arranjos instrumentais e melódicos.
.
DESTAQUE: 100 Proof
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma I-A-B-A-B-C-C'-A'. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, em C, existindo frequentes síncopas e colcheias pontuadas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo frequentes intervalos de terça, além de riffs de guitarra e linhas de baixo que ajudam a carcterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-i-III-IV-II, em B: III-II-III-V-IV-III-II-I-VII-VI-VII, e em C: I-III-VII-VI-V-VII. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente.

segunda-feira, 12 de outubro de 2009

30 Foot Fall - Ever Revolving, Never Evolving (1999)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Houston-H.C. / Texas)
FORMAÇÃO:
Butch (Vocal)
Jason (Guitarra)
Rubio (Baixo)
Brian (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo possui certa densidade, principalmente devido aos arranjos específicos de cada instrumente, especialmente, a guitarra, além de frequentes pausas e síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, existindo frequentes contracantos, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada em power chords, existindo eventuais trechos onde intervalos de terça são executados, bem como frequentes riffs de guitarra que ajudam a carcterizar a harmonia em questão. Destaque para os arranjos de guitarra por Jason.
.
DESTAQUE: How I Became The Jerk
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-C-A-B-C-D-D'-B'-A'. O ritmo é bastante denso, principalmente em A e D, elevado devido ao arranjo da guitarra, além das frequentes pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção da introdução (I), sendo que D está na tonalidade homônima, existindo um acorde de passagem oriundo de cromatismo, sendo a introdução (I): VII7-I7, em A: I, em B: I-VI-III-VII, em C: IV-III-I, e em D: I-Cr-I-III-Cr. Entre C e D existe uma ponte onde nada mais é do que o power chord do primeiro grau executado através de figura de longa duração, enquanto existe um arranjo diferente de bateria.

sábado, 10 de outubro de 2009

7 Seconds - The Crew (1984)

GÊNERO: Hardcore Old School
ORIGEM: EUA (Reno-W.C. / Nevada)
FORMAÇÃO:
Kevin Seconds (Vocal)
Dan Pozniak (Guitarra)
Steve Youth (Baixo)
Troy Mowat (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão pouco elevada, ao contrário da altura, que é elevada um pouco, mantendo a quinta do acorde em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes frases do baixo que ajudam na caracterização da harmonia em questão. Destaque para os arranjos de baixo por Steve Youth.
.
DESTAQUE: Clenched Fists, Black Eyes
Música com compasso quaternário, tonalidade de B (Si Maior) e forma A-B-C-A-B-C-C'. O ritmo é pouco denso, apesar da variação de cadência em C', mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, em graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta do acorde como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes frases do baixo que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-VI-IV, em B: V-III/V-Cr-VII, e em C: V-III-I-II. A primeira parte de B (dois primeiros power chords) pertencem a um empréstimo modal, ou seja estão em Si menor, existindo um cromatismo (G5).

quinta-feira, 8 de outubro de 2009

Wizo - Bleib Tapfer (1992)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: Alemanha (Sindelfingen / Baden-Württemberg)
FORMAÇÃO:
Axel Kurth (Vocal, guitarra)
Jörn Genserowski (Baixo)
Charly (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido às pausas e arranjos específicos dos instrumentos, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, estes, geralmente, de maneira arpejada, bem como eventuais intervalos de terça e riffs de guitarra que ajudam na carcterização do acorde. Destaque para os arranjos melódicos por Axel Kurth.
.
DESTAQUE: Bei Dir
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-C-A-B-C'-A'. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido à A e ao arranjo de guitarra, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo, em C, um riff de guitarra constante que ajuda na carcterização do acorde, sendo em A: IV-I-VI-III-VII-IV-I, em B: I-III-VII-IV, e em C: I-III-IV-VI-I-VII-IV-VI. A introdução (I) nada mais é do que A executado de maneira solo pela guitarra.

terça-feira, 6 de outubro de 2009

Wizo - Anderster (2004)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: Alemanha (Sindelfingen / Baden-Württemberg)
FORMAÇÃO:
Axel Kurth (Vocal, guitarra)
Jörn Genserowski (Baixo)
Thomas Guhl (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido às frequentes acentuações no contratempo ou fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é, em sua maioria, executada em power chords, com eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, estes, às vezes, de maneira arpejada; bem como intervalos de terça ou riffs de guitarra que ajudam na caracterização da harmonia em questão. Destaque para os arranjos específicosa de cada instrumento.
.
DESTAQUE: Egon
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma A-A'-A''-A'-A-A'-B-B'-C-A'-A'''. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido ao arranjo de guitarra com pausas e execuções no tempo fraco, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda dentro do campo harmônico da tonalidade original, sendo o quinto grau maior por possuir função de dominante, sendo em A: i-VI-V-i, em B: i-VI-VII-V-i, e em C: VI-III-V-i-VI-III-V. Na primeira transição entre A e A' existe uma ponte onde a progressão i-V-i é executada, esta presente no final da música.

domingo, 4 de outubro de 2009

Volkana - Mindtrips (1994)

GÊNERO: Hard Rock
ORIGEM: Brasil (Brasília / Distrito Federal)
FORMAÇÃO:
Cláudia França (Vocal)
Karla Carneiro (Guitarra)
Selma Moreira (Guitarra)
Mila Menezes (Baixo)
Sérgio Facci (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido à acentuações fora do tempo forte e eventuais pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais trechos onde o acorde com a inclusão da terça é executado, estes, de forma arpejada. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Same Old
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma A-B-A-B-C-B'-A-B-C-B. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido aos arranjos específicos, principalmente, da guitarra, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: I-II-III-II, em B: I-II-III-I-II-III-II, e em C: I-II-III-II-II/II.

sexta-feira, 2 de outubro de 2009

Victory Style - Victory Style (1996)

GÊNEROS: Hardcore / Crossover / Industrial / Hardcore Old School / New Metal / Punk Rock
ORIGEM: EUA (Cichago-C.C. / Illinois)
BANDAS: Strife / Integrity / Snapcase / Earth Crisis / Doughnuts / Deadguy / Cause For Alarm / Guilt / One Life Crew / Warzone / Hiel And Roadburners / Bloodlet
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é extremamente denso, principalmente devido às acentuações fora do tempo forte e às frequentes pausas, variando as cadências com frequencia, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia, geralmente, caminha pouco, dificilmente existindo um salto de quinta, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, geralmente, em power chords, havendo eventuais acordes dissonantes ou com a inclusão da terça. Coletânea lançada pelo selo Victory Records.
.
DESTAQUE: WARZONE - Free At Last
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A'-B-A'-B'-A'. O ritmo é pouco denso, elevado devido à uma acentuação em A, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, em graus conjuntos, existindo contracanto em uníssono em A, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: IV-I-V-III, e em B: I-III-VI-V. A introdução (I) nada mais é do que A executado de maneira solo pelo baixo.