sexta-feira, 31 de julho de 2009

Minutemen - My First Bells (1985)

GÊNERO: Jazz Core
ORIGEM: EUA (San Pedro-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
D. Boon (Vocal, guitarra)
Mike Watt (Baixo)
George Hurley (Bateria)
.
Álbum lançado em 1985, porém com gravações do período entre 1980 e 1984. O álbum possui músicas com compasso quaternário e ternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é bastante denso, incluindo pausas, acentuações no tempo fraco ou contratempo, sendo elevado pelos arranjos individuais, principalmente, de baixo e bateria por Mike Watt e George Hurley, respectivamente, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, porém executando frequentes notas de tensão, principalmente fugindo da referência da tônica e quinta, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada, geralmente, com frequentes acordes de tensão ou simples acordes com a inclusão da terça, enfatizando as notas agudas, sendo o baixo responsável pelas notas graves, além de eventuais power chords. Destaque para os arranjos com frequentes notas de tensão.
.
DESTAQUE: If Reagan Played Disco
Música com compasso quaternário, tonalidade de D (Ré Maior) e forma A-B-A. O ritmo é pouco denso, sendo mais elevado em A, principalmente, devido às acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada com acordes com a inclusão da terça, power chords (em B) e eventuais riffs de guitarra que ajudam a carcterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-IV, e em B: I-V-IV-V-I.

terça-feira, 28 de julho de 2009

Ministry - In Case You Didn't Feel Like Showing Up (Live) (1990)

GÊNERO: Industrial
ORIGEM: EUA (Chicago-C.C. / Illinois)
FORMAÇÃO:
Al Jourgensen (Vocal, guitarra)
Nivek Ogre (Guitarra, teclado)
Mike Scaccia (Guitarra)
Terry Roberts (Guitarra)
William Tucker (Guitarra)
Paul Brarker (Teclado, baixo)
Chris Connelly (Teclado)
Martin Atkins (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido à acentuações, principalmente da bateria, no contratempo ou tempo fraco, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, havendo eventuais trechos onde saltos de até uma quinta de distância ocorrem, o que aumenta sua extensão, que na maior parte é pouco elevada, assim como a altura, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frases/riffs e efeitos que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, havendo eventuais acordes de passagem. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: So What
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-A'-A''-A'-A-A'-A''-A'-A-A'-A''-A'-I'-A-A'''-A. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às acentuações no contratempo pelo arranjo de bateria, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, havendo eventuais trechos onde ocorre um salto de uma quinta de distância, mantendo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes trechos onde efeitos ajudam a caracterizar a harmonia em questão, havendo um constante acorde de passagem oriundo de um cromatismo, sendo em A: I-V-Cr-III-IV-III-IV. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente, sem baixo.

domingo, 26 de julho de 2009

Ministry - Filth Pig (1996)

GÊNERO: Industrial
ORIGEM: EUA (Chicago-C.C. / Illinois)
FORMAÇÃO:
Al Jourgensen (Vocal, guitarra, teclado, harmônica, eletrônicos, programação)
Paul Barker (Teclado, baixo, eletrônicos, programação)
Louis Svitek (Guitarra, eletrônicos)
Mike Scaccia (Guitarra)
Rey Washam (Bateria, percussão, eletrônicos, programação)
William Rieflin (Bateria, programação)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário, com eventuais variações, e andamento médio de 100 bpm. O ritmo apresenta alta desnsidade em eventuais trechos/músicas, isto devido à alteração do compasso e, principalmente, devido às acentuações fora do tempo forte ou contratempo, bem como as inclusões das pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, dificilmente encontrando saltos que alcancem uma quinta de distância, possuindo extensão e altura pouco elevados, além de manter a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes frases que ajudam na caracterização da harmonia em questão. Destaque para a execução do arranjo vocal por Al Jourgensen.
.
DESTAQUE: Brick Windows
Música com compassos quaternário e binário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-A-B-A'-A-B'-A''. O ritmo é pouco denso, apesar da variação de compasso em A, onde a cada dois compassos quaternários existe um compasso binário, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo caracterizada pelo arranjo de contrabaixo de Paul Barker, possuindo um cromatismo descendente em B, sendo em A: I-VII-I, e em B: Cr-VI-V-Cr. A introdução nada mais é do que o primeiro grau executado sob efeitos.

sábado, 25 de julho de 2009

Millencolin - No Cigar (2001)

GÊNERO: Pop Punk
ORIGEM: Suécia (Örebro / Närke)
FORMAÇÃO:
Nikola Sarcevic (Vocal, baixo)
Erik Ohlsson (Guitarra)
Mathias Färm (Guitarra)
Fredrik Larzon (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos onde ocorrem acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, havendo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão e altura com certa elevação, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes intervalos de terça ou quarta, além de frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Buzzer (Long Version)
Música com compasso quaternário, tonalidade de Bm (Si menor) e forma I-A-B-C-D-A'-B-C-D-E. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, sendo elevado no início de E devido às pausas e acentuações no contratempo ou tempo fraco, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, havendo saltos de até uma quinta de distância, possuindo extensão e altura com certa elevação, além de manter a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes intervalos de terça ou quarta que funcionam mais, geralmente, como riffs; item frequente no decorrer da música, ajudando a caracterizar a harmonia em questão; do que como função harmônica, sendo em A: I-VII-VI-VII, em B: I-II-III-VII, em C: VI-I-VI-VII, em D: I-II-III-VII-VI-VII, e em E: I-VII-VI-VII-V. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente. Entre A e B existe uma ponte onde ocorre a progressão harmônica VII-I executada com arranjo ritmico mais denso devido às pausas e acentuações no contratempo.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Meatmen - Live 84 (1984)

GÊNERO: Jazz Core
ORIGEM: EUA (Detroit-W.C. / Michigan)
FORMAÇÃO:
Tesco Vee (Vocal)
Lyle Preslar (Guitarra)
Brian Baker (Guitarra)
Bert Queiroz (Baixo)
Eric Zelsder (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado em eventuais trechos onde ocorrem pausas ou acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, por graus conjuntos, possuindo extensão pouco elevada e altura baixa, mantendo a tônica e quinta da harmonia em questão como referência. A harmonia é executada em power chords e acordes com a inclusão da terça ou eventuais dissonâncias, havendo frequentes acordes de passagem. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Blow Me Jah
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-A-B-A'-B. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em B devido às pausas e acentuação no contratempo, além dos arranjos de guitarra em A', mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, alcançando uma quinta de distância de A para B, possuindo extensão pouco elevada e altura baixa, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada por power chords e acordes com a inclusão da terça, existindo um acorde de passagem oriundo de um cromatismo, sendo a introdução (I): II-V-VI, em A: II-V-I-Cr-VII, e em B: II-V-III-IV-I.

segunda-feira, 20 de julho de 2009

Mata Ratos - Rock Radioactivo (1990)

GÊNERO: Punk Rock
ORIGEM: Portugal (Oeiras / Lisboa)
FORMAÇÃO:
Miguel Newton (Vocal)
Pedro Coelho (Guitarra)
Cascão (Baixo)
Jó - Jorge Cristina (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das eventuais pausas e acentuações no contratempo ou tempo fraco, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, dificilmente alcançando uma quinta de distância, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo eventuais acordes de passagem. Destaque para a criatividade e execução do arranjo de guitarra por Pedro Coelho.
.
DESTAQUE: Xip-Xip
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma I-A-B-A'-A''-A-B-Coda. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às acentuações no tempo fraco, pausas e arranjo de bateria na coda, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A música não possui melodia. A harmonia é executada toda em power chords, havendo acordes de passagem, oriundos de cromatismo, em B, sendo a introdução (I): I-IV-V, em A: I-III-IV-I-V, e em B: I-III-II-Cr-I-III-II-Cr-III-IV-I-V. A coda é executada de maneira solo pela bateria, mantendo um arranjo baseado em semi-colcheias.

sábado, 18 de julho de 2009

Lobotomia - Lobotomia (1986)

GÊNERO: Crossover
ORIGEM: Brasil (São Paulo / São Paulo)
FORMAÇÃO:
Caio (Vocal)
Adherbal (Guitarra)
Zezé (Baixo)
Grego (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado devido aos arranjos de guitarra por Adherbal, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, não alcançando uma quinta de distância, possuindo altura baixa e extensão pouco elevada, mantendo a tônica e a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais acordes de passagem. Destaque para os arranjos de guitarra por Adherbal.
.
DESTAQUE: Faces Da Morte
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma I-A-B-A-B-C-A-B-A'. O ritmo é pouco denso, elevado devido aos arranjos de guitarra por Adherbal e às eventuais síncopas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, possuindo altura baixa e extensão pouco elevada, não ultrapassando uma terça de distância, mantendo a tônica da harmonia em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: G#5-B5, em B: C#5-D5-C#5-E5, e em C: B5-C#5-D5-C#5-B5-G#5-A5-G#5. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente. Entre B e C existe uma ponte onde é executado o acorde de A5 junto com um riff de guitarra, caracterizando o lá menor.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

Les Thugs - I.A.B.F. (1991)

GÊNERO: Punk Rock
ORIGEM: França (Angers / Pays De La Loire)
FORMAÇÃO:
Eric Sourice (Vocal, guitarra)
Thierry Meanard (Guitarra)
Pierre-Yves Sourice (Baixo)
Christophe Sourice (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. Os instrumentos de corda estão afinados meio tom abaixo do padrão. O ritmo é pouco denso, sendo pouco mais elevado em eventuais trechos onde ocorre acentuações no tempo fraco, mantendo figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, dificilmente ultrapassando uma terça, possuindo altura e extensão pouco elevados, além da frequente execução de contracantos, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com constante efeito nas guitarras. Destaque para a execução meçódica do vocal por Eric Sourice.
.
DESTAQUE: Stop The War
Música com compasso quaternário, tonalidade de Bbm (Si bemol menor) e forma I-A-B-C-D-A-B-C-D'-A'-B-C-D''-C-D''-C-D-A''. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, existindo contracanto em C, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo a introdução (I): I-III-VII, em A: I-VII-I-III-VII-I, em B: III-VII-I, em C: VI-IV-I, e em D: VII-II.

terça-feira, 14 de julho de 2009

Leftöver Crack - Fuck World Trade (2004)

GÊNERO: Ska Core
ORIGEM: EUA (Nova York / Nova York)
FORMAÇÃO:
Stza Crack (Vocal)
Ezra Kire (Guitarra)
Brad Logan (Guitarra)
Alec Baillie (Baixo)
Ara Babajian (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo possui certa densidade devido às frequentes variações de cadência, bem como frequentes acentuações no tempo fraco ou contrtempo e pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, executada com constante drive, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade ou acorde como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução do arranjo vocal por Stza Crack.
.
DESTAQUE: Burn Them Prisons
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma I-A-B-A'-B-I'-A-Coda. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em B devido à sua cadência, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevadas, além de manter a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo constantes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo a introdução (I): VI-IV-I, em A: I-VI-IV, e em B: VI-IV-I-II-VI-IV-I-V. A Coda está na tonalidade de Am (Lá menor), sendo a progressão harmônica, executada em power chords: I-IV-I-V-IV-III-I.

domingo, 12 de julho de 2009

Krakdown - Demo 87 (1987)

GÊNERO: Hardcore Old School
ORIGEM: EUA (Nova York / Nova York)
FORMAÇÃO:
Jason Surface (Vocal)
Rich Dowling (Guitarra)
Damon Tillman (Baixo)
John (Bateria)
.
A demo possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, elevado nos eventuais trechos onde pausas ou variações de cadência são executadas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, mantendo a quinta da tonalidade, ou da harmonia em questão, como referência, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada toda em power chords, havendo eventuais trechos onde riffs de guitarra são executados ajudando a caracterização da harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra por Rich Dowling.
.
DESTAQUE: Sick Society
Música com compasso quaternário, tonalidade não definida e forma A-B-C-B'-C-B'-C-B'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à acentuação nos tempos fracos em B, e à cadência de A, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, mantendo a quinta da harmonia em questão como referência, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção de A onde a harmonia é destacada por riffs de guitarra, variando a tonalidade entre Mi menor, Sol Maior e Mi Maior (tônica, relativa e homônima, respectivamente), sendo em A: G-A-B, em B: A5-G5, e em C: E5-G#5-E5-A5.

sexta-feira, 10 de julho de 2009

Judas Priest - Evening Star (1978)

GÊNERO: Heavy Metal
ORIGEM: Inglaterra (Birmingham / West Midlands)
FORMAÇÃO:
Rob Halford (Vocal)
Glenn Tipton (Guitarra)
Kenneth K.K. Downing (Guitarra)
Ian Hill (Baixo)
James Leslie Les Binks (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 90 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à eventuais arranjos de guitarra, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, havendo frequentes saltos de até uma oitava de distância, possuindo extensão e altura bastante elevados, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada dentro do campo harmônico da tonalidade original, mesclando power chords com acordes com a inclusão da terça, estes executados de maneira arpejada. Destaque para a execução e arranjo vocal por Rob Halford.
.
DESTAQUE: Evening Star
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma A-B-C-B-C-B-D-E-A-B-B'. Ritmo pouco denso, elevado devido às acentuações e pausas dos instrumentos de corda em C e D, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, existindo frequentes saltos de até uma oitava de distância, o que mantém a extensão elevada, assim como a altura, mantendo a tríade da harmonia em questão como referência. A harmonia é executada em power chords, com exceção de A onde os acordes são executados com a inclusão da terça, de maneira arpejada, sendo em A: i-VII-iv-i-VII-VI, em B: IV-I-VII-I-IV-I-VII-I-VII, em C: III/III-V/III-III-V/III-II/III-III/III-V/III-III-II-VII-IV-V, em D: III/III-III-IV-V-VII-IV-V, e em E: I-VI-VII-V-I-VI-VII-I-VII-VI-IV-V. C está quase todo no terceiro grau (relativa maior). B' está no quarto grau, sendo III/IV-VII/IV-IV/IV-IV. Entre B e B' existe uma ponte onde é executado a progressão harmônica I-VI-IV-VII.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Iron Maiden - Running Free Live (1985)

GÊNERO: NWOBHM
ORIGEM: Inglaterra (Leyton / Londres)
FORMAÇÃO:
Bruce Dickinson (Vocal)
Dave Murray (Guitarra)
Adrian Smith (Guitarra)
Steve Harris (Baixo)
Nicko McBrain (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é bastante denso, exsistindo frequentes síncopas e acentuações no tempo fraco, além de evenyuais variações de cadência, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, existindo comuns saltos de até uma quinta e eventuais saltos de oitava, deixando sua extensão bastante elevada, assim como a altura, mantendo a tríade da tonalidade em questão como referência. A harmonia é executada em power chords, com eventuais trechos onde o acorde com a inclusão da terça é executado, estes de forma arpejada, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Running Free
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma A-B-C-B-C-A'-C'-A''-B-C-D. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido às constantes acentuações no contratempo e ao arranjo dos instrumentos de corda, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, ocorrendo frequentes saltos de até uma quinta de distância, mantendo a extensão pouco elevada, ao contrário da altura, mantendo as notas da tríade da harmonia em questão, ora acorde ora tonalidade, como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam à caracterização da harmonia, sendo em A: I-III-II-I-VI-VI, em B: I-VI-VII-I-III-IV, em C: I-III-I-VII-I-VII-I-VI-VII, e em D: I-III-IV-VI-VII. Entre A' e C' existe uma ponte onde a progressão harmônica é I-VII-V-VI.

segunda-feira, 6 de julho de 2009

Infectious Grooves - Sarsippius' Ark (Limited Edition) (1993)

GÊNERO: Funk Metal
ORIGEM: EUA (Venice-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Mike Muir (Vocal)
Dean Pleasants (Guitarra)
Adam Siegel (Guitarra)
Dave Dunn (Teclado)
Robert Trujillo (Baixo)
Josh Freese (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é extremamente denso, incluindo constantes variações de cadência, constantes acentuações no tempo fraco e/ou contratempo, figuras ritmicas bem variadas, sendo aprimorado pelos arranjos dos instrumentos, em especial o baixo e a bateria, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, dificilmente ocorrendo saltos longos, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência, possuindo extensão pouco elevada e altura elevada, sendo frequente os trechos com improvisação. A harmonia é executada por power chords e acordes com a inclusão da terça e/ou dissonâncias, estes executados com bastante swing e, geralmente, com a inclusão de efeitos, especialmente o Wah-Wah. Destaque para os arranjos e execuções do contrabaixo executado por Robert Trujillo.
.
DESTAQUE: You Pick Me Up (Just To Throw Me Down) "Therapy"
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A-B-A-C-A'-B'-A''-B-I'-A'''. O ritmo é extremamente denso, existindo constantes acentuações no tempo fraco e/ou contratempo, principalmente devido aos arranjos específicos de cada instrumento, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha por graus conjuntos, possuindo extensão elevada devido à variação da altura de A para B, não existindo saltos longos, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada com bastante swing, acordes com a inclusão da terça, efeitos na guitarra, com exceção de C que é executado em power chords, sendo a introdução (I): i-III-iv, em A: i, em B: VII, e em C: V/vii-IV/vii-V/vii-VI/vii-V/vii-IV/vii-V/vii. Entre C e A' e entre B e I' existe uma ponte, onde nada mais é do que o acorde do primeiro grau executado de maneira pausada e uma frase executada pelo baixo, respectivamente.

sábado, 4 de julho de 2009

Hirax - Barrage Of Noise (2001)

GÊNERO: Crossover
ORIGEM: EUA (Cypress-O.C. / California)
FORMAÇÃO:
Katon DePena (Vocal)
Justin Lent (Guitarra, baixo)
James Joseph Hubler (Guitarra)
Nick Seelinger (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 130 bpm. Os instrumentos de corda estão afinados um tom abaixo do padrão. O ritmo é pouco denso, apesar das eventuais variações de cadência, sendo elevado devido aos eventuais trechos onde a acentuação ocorre no tempo fraco ou contratempo. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, alcançando saltos de até uma oitava de distância, geralmente, executados em falcete, sendo estes os trechos onde a extensão eleva, igual a altura, que é bastante elevada, mantendo a quinta da harmonia em questão como referência. A harmonia é executada em power chords, com eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça e/ou quinta diminuta são executados, estes, sempre de maneira arpejada, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a carcterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução do arranjo vocal por Katon DePena.
.
DESTAQUE: Mouth Sewn Shut
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma I-A-B-A-B-C-A'-B'. O ritmo é pouco denso, apesar da frequente variação de cadência, sendo elevado devido às acentuações no tempo fraco, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, havendo eventuais trechos onde ocorre um salto de uma quinta de distância, mantendo a tônica e quinta do trecho harmônico em questão como referência, possuindo extensão pouco elevada e altura bastante elevada. A harmonia é executada toda em power chords, existindo um riff cromático em B que ajuda à caracterização da tônica, sendo em A: Ab5-G5-F5-D5, em B: F5-Ab5-G5, e em C: D5-G5-Ab5. A introdução nada mais é do que o power chord de Lá bemol executado pela guitarra, antecedido por um glissando (slide), de maneira solo. Existe uma ponte entre C e A' onde nada mais é do que o power chord de Ré.

quinta-feira, 2 de julho de 2009

Hi-Standard - Making The Road (1999)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: Japão (Tóquio / Kanto)
FORMAÇÃO:
Akihiro Nanba (Vocal, baixo)
Ken Yokoyama (Guitarra)
Akira Tsuneoka (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é bastante denso, havendo frequentes acentuações no contratempo ou tempo fraco, bem como eventuais quiálteras e frequentes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais constante. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, havendo saltos de até uma quinta de distância, o que aumenta sua extensão, assim como a altura, mantendo uma das notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada quase toda em power chords, havendo frequentes intervalos de terça, bem como acordes com a inclusão da terça, além de eventuais acordes com dissonância de sétima e/ou nona. Destaque para a execução e arranjo da guitarra por Ken Yokoyama.
.
DESTAQUE: Just Rock
Música com compasso quaternário, tonalidade de Gm (Sol menor) e forma I-A-B-A-B-C-B. O ritmo é denso, principalmente, devido à parte B, porém as constantes síncopas ajudam a aumenta-lá, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre, em graus conjuntos, movimentando-se mais em C, possuindo extensão pouco elevada, ao contrário da altura, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção da ponte entre B e C, sendo em A: II-IV-V-VI-II-IV-V-VI-V, em B: III-II-I-III-II-I-VI, e em C: V-IV-V-VII-I. A introdução nada mais é do que A executado com arranjo diferente. Entre B e A e entre B e C existe uma ponte, a primeira nada mais é do que A executado só pelo baixo, enquanto a segunda é o acorde de sétimo grau sendo executado, primeiramente, em power chords, finalizando-o com a inclusão da terça.