sábado, 27 de fevereiro de 2010

Raw Power - Wop Hour (1985)

GÊNERO: Crossover
ORIGEM: Itália (Reggio Emilia / Emilia Romanha)
FORMAÇÃO:
Mauro Codeluppi (Vocal)
Davide Devoti (Guitarra)
Giuseppe Codeluppi (Guitarra)
Maurizio Dodi (Baixo)
Fabiano Bianco (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido, principalmente, à acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Destroy
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma A-B-A-B-C. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido ao arranjo de bateria em B, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo uma inversão em C, sendo em A: V-IV-I, em B: V-IV-V-IV-V-IV-V-VI, e em C: V-IV-III6/4-IV-V.

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2010

Rancid - Grease And Garbage (1995)

GÊNERO: Street Punk
ORIGEM: EUA (Berkeley-A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Tim Armstrong (Vocal, guitarra)
Lars Frederiksen (Guitarra)
Matt Freeman (Baixo)
Brett Reed (Bateria)
.
Álbum lançado em 1995, porém com gravações do período de 1992 a 1994. O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à eventuais variações de cadência e pausas de pequena duração, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é, quase toda, executada em power chords, existindo eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, bem como eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para os arranjos de baixo por Matt Freeman.
.
DESTAQUE: Healthy Body, Sick Mind
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma A-B-C-D-A-B-C-D-B'-E. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à variação de cadência em E, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade do acorde em questão como referência. A harmonia é executada, quase toda, por acordes formados pela tríade em posição de pestana, existindo eventuais trechos no final de D onde existe a execução de power chords, bem como eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-IV-I-IV-V, em B: I-IV-V, em C: IV-I-IV-V, em D: I-IV-V, e em E: I-V.

terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Ramones - I Believe In Miracles (1989)

GÊNERO: Punk Rock
ORIGEM: EUA (Nova York / Nova York)
FORMAÇÃO:
Joey Ramone - Jeffrey Hyman (Vocal)
Johnny Ramone - John Cummings (Guitarra)
Dee Dee Ramone - Douglas Colvin (Baixo)
Marky Ramone - Marc Bell (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido à acentuações no contratempo, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos vocais por Joey Ramone.
.
DESTAQUE: I Believe In Miracles
Música com compasso quaternário, tonalidade de Bm (Si menor) e forma A-A'-B-A'-B-C-A''-B-A. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à acentuação no contratempo em A, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo um riff de guitarra em B que ajuda a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-V-VI-IV-I-V-VI-VII, em B: I-VII-VI, e em C: VII-VI-VII. O riff de guitarra existente em B é executado com as notas Sol, Fá# e Lá.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

Propagandhi - Where Quantity Is Job #1 (1998)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: Canadá (Portage La Prairie / Manitoba)
FORMAÇÃO:
Chris Hannah (Vocal, guitarra)
John Samson (Baixo)
Mike Braumeister (Baixo)
Todd Kowalski (Baixo)
Jord Samolesky (Bateria)
.
Álbum lançado em 1998, porém com gravações do período de 1991 a 1997. O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo possui certa densidade, sendo elevado devido à arranjos específicos de cada instrumento, principalmente bateria e guitarra, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo frequentes intervalos de terça e riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, além de eventuais acordes com a inclusão da terça. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra por Chris Hannah.
.
DESTAQUE: Homophobes Are Just Mad Cuz They Can't Get Laid
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma A-B-A-B'-C-A'-B. O ritmo possui certa densidade devido aos arranjos específicos de cada instrumento, principalmente, guitarra e bateria, além das frequentes síncopas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, sendo a execução do acorde de sexto grau em C como único com a inclusão da terça, além de eventuais riffs de guitarra, em B, que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: V-I-IV, em B: I-V-IV-I-III-IV, e em C: VI-V-IV-I-V-IV. Entre C e A' existe uma ponte onde nada mais é do que a execução do power chord do quinto grau seguido por um arranjo de bateria executado em tercinas, existindo variações do acento.

sexta-feira, 19 de fevereiro de 2010

Pin Ups - Jodie Foster (1995)

GÊNERO: Indie
ORIGEM: Brasil (Santo André / São Paulo)
FORMAÇÃO:
Luiz Gustavo (Vocal, guitarra)
Zé Antônio (Guitarra)
Alê - Alexandra Briganti (Baixo)
Marcos Abreu (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido à acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo frequentes efeitos, dissonâncias e improvisos, variando a estrutura dos acordes, fazendo com que não exista uma padronização da mesma. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Jodie Foster
Música com compasso quaternário, tonalidade de não definida e forma A-B-C-B-C-B'-C-A-D. O ritmo é pouco dens, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo constantes efeitos, dissonâncias e improvisações de uma das guitarras, a qual não possui um padrão estrutural, sendo em A: E5-G5-E5-Bb5-A5, em B: E5-A5-G5-E5-Bb5-A5, em C: G5-Bb5-G5-Db5-C5, e em D: E5-G5-F#5-E5-G5.

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2010

Pacman - Sofrimento E Dor (2002)

GÊNERO: Street Punk
ORIGEM: Brasil (Porto Alegre / Rio Grande Do Sul)
FORMAÇÃO:
André (Vocal, guitarra)
Minho (Guitarra)
Rodrigo (Baixo)
Élder (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, em graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta do acorde como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: A Morte Sorriu Pra Você
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma I-A-B-A'-C-B'. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a tônica e quinta do acorde em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-VII-I-III-VII, em B: I-VI-VII-V, e em C: I-VI-VII. A introdução (I) nada mais é do que A executado de maneira solo pela guitarra.

segunda-feira, 15 de fevereiro de 2010

Offspring - Americana (1998)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Huntington Beach-O.C. / California)
FORMAÇÃO:
Dexter Holland (Vocal, guitarra)
Noodles (Guitarra)
Greg K. (Baixo)
Ron Welty (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à arranjos específicos de cada instrumento, principalmente, a guitarra, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma oitava de distância, possuindo altura e extensão elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para as participações de Carlos Gomez, guitarra; Alvaro Macias, vihuela; Derrick Davis, flauta; e Gabriel McNair e Phil Jordan, trompa.
.
DESTAQUE: The End Of The Line
Música com compasso quaternário, tonalidade de F#m (Fá sustenido menor) e forma I-A-B-A'-B-B'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido ao arranjo de guitarra, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo altura e extensão elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é toda executada em power chords, sendo em A: I-VI-III-IV-III-I-VI-VII-I-VI-III-VII-V, e em B: I-III-VII-IV-I-III-VII-V. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente.

sábado, 13 de fevereiro de 2010

NOFX - Timmy The Turtle (1999)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Los Angeles-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Fat Mike Burkett (Vocal, baixo)
El Hefe - Aaron Abeyta (Guitarra, trompete)
Eric Melvin (Guitarra)
Erik Sandin (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo apresenta certa densidade, sendo elevado, principalmente, devido aos arranjos específicos de cada instrumento, além de eventuais trechos onde ocorrem pausas de pequena duração, além das constantes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo trechos onde acordes com a inclusão da terça ou dissonâncias são executadas. Destaque para a participação de Duncan Redmonds no vocal.
.
DESTAQUE: The Plan
Música com compasso quaternário, tonalidade de G (Sol Maior) e forma I-A-B-C-A'-B-C'-D-A''-C''-D'. O ritmo possui certa densidade, principalmente, devido aos arranjos específicos de cada instrumento, além de eventuais pausas de pequena duração e constantes síncopas,mantendo a figura da colcheia como a mais frequnete. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, por uma das guitarras, sempre em power chords, enquanto a outra guitarra executa, eventualmente, acordes com a inclusão da terça ou dissonâncias, sendo a introdução (I): V5-IV5-I-IV5-I, em A: V-vi-IV-I, em B: VI-IV-I-VI-IV-I-III, em C: IV-I-V-VI-IV, e em D: I-I7M(2)-VI7-IV9-I-I7M(2)-IV9-VI5-V5. B e C são executados por power chords. O último acorde de C é substituido pela cadência II-V em C'. D é executado de maneira arpejada por uma das guitarras.

quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

NOFX - The Longest Line (1992)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Los Angeles-L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Fat Mike Burkett (Vocal, baixo)
El Hefe - Aaron Abeyta (Guitarra, trompete)
Eric Melvin (Guitarra)
Erik Sandin (Bateria)
.
O Ep possui músicascom compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo apresenta certa densiadade, principalmente, devido à pausas de pequena duração, acentuações fora do tempo forte e variações de cadência, além de constantes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais acordes com a inclusão da terça, bem como frequentes intervalos de terça e riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos ritmicos.
.
DESTAQUE: The Death Of John Smith
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-C-D-A'-B-C-E-A''-B-C'-A'''. O ritmo é extremamente denso, existindo frequentes acentuações no contratempo, pausas de pequena duração e síncopas, além de existir uma variação de cadência em E, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados,mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é, quase toda, executada em power chords, existindo frequentes intervalos de terça e riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, além de eventuais acordes com a inclusão da terça e dissonâncias, estes, eventualmente, utilizados como acordes de passagem oriundos de empréstimo modal ou cromatismo, sendo na introdução (I): I5-VII-IV-VI5-III5-VII5-I5, em A: I5-III6/4-VII-I5-VI5-VII5-I5-VII5-Cr-I5-VI5-VII5, em B: I5-VI5-III-VII11(6), em C:VI5-III5-VII5-VI5-VII6-III5-VI5-VI5, em D: I5-III5-IV5-I5-VII-Cr-I5-VI5-I5-VII5-Cr, e em E: I5-VII5-IV5. Após introdução (I) existe uma ponte, onde nada mais é do que do que a progressão I5-VII-VI5-V7. Em A existe um riff de guitarra baseado na escala de Lá menor melódico, ou seja, com a inclusão da nota de passagem Fá#. Os acordes do terceiro grau e sétimo com 11ª invertido são executados de maneira arpejada. O riff existente em D é baseado na escala pentatônica menor de Lá.

terça-feira, 9 de fevereiro de 2010

NOFX - Surfer (2001)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Los Angeles. L.A.C. / California)
FORMAÇÃO:
Fat Mike Burkett (Vocal, baixo)
Eric Melvin (Guitarra)
El Hefe - Aaron Abeyta (Guitarra)
Erik Sandin (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, mantendoa a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, existindo eventuais contracantos, quase sempre, passivos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais acordes de passagem ou transposições. Destaque para a execução dos arranjos de bateria por Erik Sandin.
.
DESTAQUE: Totally Fucked
Música com compasso quaternário, tonalidade de Gm (Sol menor) e forma I-A-B-C-D-A-B-C-D'. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, sendo elevado, principalmente, devido ao arranjo da introdução (I) e D, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo uma transposição na introdução (I), sendo em A: I-III-VII-I-VII-IV-I, em B: I-VI-VII-III-I-III-VII-IV-I, em C: VII-IV, e em D: I-III-VII-IV-I-VI-VII-IV-I. A introdução (I) nada mais é do que D executado na tonalidade de Em (Mi menor). O acorde do sexto grau em D existe apenas na segunda volta da progressão, não existindo em D' e na introdução (I).

domingo, 7 de fevereiro de 2010

No Use For A Name - More Betterness! (1999)

GÊNERO: Pop Punk
ORIGEM: EUA (San Jose-S.C.C. / California)
FORMAÇÃO:
Tony Sly (Vocal, guitarra)
Chris Shiflett (Guitarra)
Matt Riddle (Baixo)
Rory Koff (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das frequentes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais trechos onde intervalos de terça são executados, bem como riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para as participações de Cindy Black no vocal, Bill Cleere no piano, Dana Lynn no violino, Rebekah Scott no violoncelo, e Todd Denman no tin whistle.
.
DESTAQUE: Fairytale Of New York
Música com compasso quaternário, tonalidade de E (Mi Maior) e forma I-A-B-C-D-C'-D-A'-D-D'. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-IV-I-V, em B: I-V-I-V-I-IV-V-I, em C: I-V-VI-IV-I-V-I-V-I-VI-I-IV-I-V-I-V-I-IV-I-IV-V-I-IV-I-IV-V-I, e em D: IV-I-VII-VI-I-IV-V. A introdução (I) nada mais é do que A executado com arranjo diferente.

sexta-feira, 5 de fevereiro de 2010

Nada Que Hacer - Frágil (2004)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: Uruguai (Montevidéu / Montevidéu)
FORMAÇÃO:
Nacho - Ignacio Pereyra (Vocal, guitarra)
Héctor Astore (Guitarra)
Sapo - Martín Varela (Baixo)
Martín Mangussi (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, porém, atingindo saltos de até uma quinta de distância, existindo eventuais contracantos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo, em eventuais trechos, acordes executados com a inclusão da terça, bem como frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução e empostação vocal por Nacho.
.
DESTAQUE: El Optimista
Música com compasso quaternário, tonalidade de Ebm (Mi bemol menor) e forma I-A-B-C-A'-B-C-D. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão elevada e altura pouco elevada, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-III-VII-IV-III, em B: I-III-VII-I-III-VII-V, em C: VI-VII-I-VII-VI-VII-V-I-VII-VI-VII, e em D: I-III-IV. Após A, A' e D existe uma ponte onde nada mais é do que a progressão V-III-II-VII-II.

quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Mucky Pup - A Boy In A Man's World (1989)

GÊNERO: Funk Metal
ORIGEM: EUA (Bergenfield-B.C. / Nova Jersey)
FORMAÇÃO:
Chris Milnes (Vocal)
Dan Nastasi (Guitarra)
Dave Neabore (Baixo)
John Milnes (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 100 bpm. O ritmo é denso, principalmente, devido às variações de cadências, acentuações fora do tempo forte e contratempo, pausas de pequena duração e eventuais síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, existindo saltos de até uma quinta de distância, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, além de eventuais acordes de passagem. Destaque para os arranjos ritmicos das músicas.
.
DESTAQUE: P.T.L.
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma I-A-A'-B-A-A'-C. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido às acentuações fora do tempo forte ou no contratempo, variações de cadência, pausas de pequena duração,´e arranjos específicos da bateria, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da triade da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção da introdução (I), o qual o órgão executa os acordes com a inclusão da terça, além de existir um frequente acorde de passagem oriundo de cromatismo, sendo a introdução (I): IV/IV-V/IV, em A: I-III-II-Cr-I, em B: I-Cr, e em C: II-III.

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2010

Motörhead - Overkill Single (1978)

GÊNERO: NWOBHM
ORIGEM: Inglaterra (Londres / Londres)
FORMAÇÃO:
Ian Lemmy Kilmister (Vocal, baixo)
Fast Eddie Clarke (Guitarra)
Phil Philthy Animal Taylor (Bateria)
.
O single possui músicascom compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado em eventuais trechos devido à acentuações, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta e tônica da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra por Fast Eddie Clarke.
.
DESTAQUE: Overkill
Música com compasso quaternário, tonalidade de Dm (Ré menor) e forma I-A-B-C-A-B-C-D-A-B-C-E-I-E-I-E'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido às acentuações fora do tempo forte e arranjos específicos de cada instrumento, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo a quinta e tônica da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-VII-I-IV-III, em B: VI-I-III-I-III-IV, em C: II-V-IV-V-II-VII, em D: V/VII, e em E: I-VII-VI-V-VI-VII. A introdução (I) é iniciada com a execução de um arranjo de bateria e, posteriormente, sobreposto pelo baixo, o qual executa as notas Ré e Dó.