terça-feira, 30 de junho de 2009

Guachass - Single (2006)

GÊNERO: Garage Punk
ORIGEM: Uruguai (Montevidéu / Montevidéu)
FORMAÇÃO:
Camila Jettar (Vocal)
Mariana Gascue (Guitarra)
Florencia Ungo (Baixo)
Martin Montenegro (Bateria)
.
O single possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo o momento onde este é mais elevado quando o acorde no contratempo é executado, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, havendo saltos de até uma terça de distância, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com eventuais acordes de passagem. Destaque para a execução do arranjo vocal por Camila Jettar.
.
DESTAQUE: Lulu
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em e forma I-A-B-A-B'-A'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido aos acordes executados no contratempo, tanto em A quanto em B, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevadas, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo acordes de passagem oriundos de cromatismo, sendo em A: III-I-IV-I-III-I-Cr-IV-III, e em B: I-III-IV-I-III-IV-VII-III-IV-I-III-IV-I-III-IV-VII-VI. A introdução nada mais é do que A executado com arranjo diferente. Sempre depois de A exite uma ponte, onde Cr-IV-III se repete, inclusive no final, finalizando com o acorde de I grau.

domingo, 28 de junho de 2009

GBH - Ha Ha (2002)

GÊNERO: Punk Rock
ORIGEM: Inglaterra (Birmingham / West Midlands)
FORMAÇÃO:
Colin Abrahall (Vocal)
Colin Jock Blyth (Guitarra)
Ross Lomas (Baixo)
Scott Preece (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado no momento em que as eventuais pausas são executadas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, ocorrendo eventuais saltos de até uma terça de distância, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada em power chords, com eventuais trechos onde o acorde com a inclusão da terça é executado, podendo haver eventuais acordes de passagem. Destaque para a execução do arranjo de guitarra por Colin Jock Blyth.
.
DESTAQUE: Superhighway Robbery
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A-B-I'-B-A'-B'. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado na introdução devido ao arranjo de bateria, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, possuindo extensão e altura pouco elevados, contracantopassivo em B, além de manter a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada quase toda em power chords, porém na introdução os acordes são executados com a inclusão da terça, além de existir um riff de guitarra constante em A ajudando a caracterizar a harmonia, sendo em A: I-IV-III, e em B: V-II-I-II. A introdução nada mais é do que A executado com arranjo diferente.

sexta-feira, 26 de junho de 2009

Gang Green - You Got It (1987)

GÊNERO: Skate Punk
ORIGEM: EUA (Braintree-N.C. / Massachusetts)
FORMAÇÃO:
Chris Doherty (Vocal, guitarra)
Fritz Ericson (Guitarra)
Joe Gittleman (Baixo)
Brian Betzger (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das frequentes variações de cadência, motivo que eleva um pouco a densidade, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes riffs de guitarra que ajudam a auxiliar a harmonia em questão bem como eventuais acordes de passagem. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Party With The Devil
Música com compasso quaternário, tonalidade de Em (Mi menor) e forma I-A-B-C-B-C-D-B'-C'. O ritmo é pouco denso, apesar das variações de cadência, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, possuindo extensão pouco elevada, bem como a altura, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, além de eventuais acordes de passagem oriundos de cromatismo, sendo em A: V-I-VII-VI-V-III-II, em B: I-Cr, e em C: I-VI-VII-VI-V-II-III-I-I-VI-VII-VI-V-IV-III-II, e em D: VII-I-VII-I-Cr-VII-I-VII-Cr-VI-V. A introdução (I) nada mais é do que o acorde de V grau executado com um riff de guitarra.

quarta-feira, 24 de junho de 2009

Funeral Dress - A Way Of Life (2003)

GÊNERO: Oi!
ORIGEM: Bélgica (Herentals / Turnhout)
FORMAÇÃO:
Dirk (Vocal)
Ivo (Guitarra)
Stef (Baixo)
Ben (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. Os instrumentos de cords estão afinados meio tom abaixo da afinação padrão. O ritmo é pouco denso, sendo elevado nos momentos em que o ritmo ska é executado, onde ocorre a execução harmônica e/ou ritmica no contratempo, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente, por graus conjuntos, havendo salto de até uma quinta de distância nos momentos em que o refrão será executado, sendo este o momento de maior extensão, mantendo a tônica ou quinta como referência. A harmonia é executada toda em power chords, podendo haver eventuais acordes de passagem. Destaque para a execução do arranjo vocal.
.
DESTAQUE: Fade Away
Música com compasso quaternário, tonalidade de Ebm (Mi bemol menor) e forma I-A-B-C-B-C-A-B-C'. O ritmo é pouco denso, apesar das figuras pontuadas, sendo elevado no final de A onde a guitarra executa duas semibreves com ligadura, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha sempre por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo a introdução (I): III-II, em A: I-III-II-I-III-II-VII-III-II-VII-III-II-VI-III-II-VI-III-II-I, em B: I-VII-VI-VII-I-VII-VI-VII-VI-IV-VI-III-VII, e em C: I-VI-I-V-I-IV-VII-III-VII. Entre C e A existe uma ponte, sendo I-V-III-IV-III-II-VII-I, a qual é executada, também, no final, formando como se fosse uma coda.

segunda-feira, 22 de junho de 2009

Face To Face - Reactionary (2000)

GÊNERO: Pop Punk
ORIGEM: EUA (Victorville-S.B.C. / California)
FORMAÇÃO:
Trever Keith (Vocal, guitarra)
Chad Yaro (Guitarra)
Scott Shiflett (Baixo)
Pete Parada (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso apesar das frequentes variações de cadência, sendo estes os momentos de maior densidade, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, havendo frequentes saltos que não ultrapassam uma quinta de distância, o que eleva sua extensão, a qual não é muito elevada, bem como a altura, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é, basicamente, executado em power chords, havendo frequentes intervalos de terça e riffs de guitarra, bem como eventuais dissonâncias. Destaque para a execução do arranjo melódico por Trever Keith.
.
DESTAQUE: Out Of Focus
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A'-B-A'-C-A''. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas, sendo elevado em C devido à variação de cadência e acentuações da bateria no comntratempo, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, havendo saltos de até uma quinta de distância, além da inclusão de frequente contracanto passivo em uníssono, não possuindo extensão e altura elevados, mantendo a tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada quase toda em power chords, existindo constantes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, intervalos, bem como eventuais inversões devido ao arranjo do contrabaixo, sendo em A: I-V-VII-IV, em B: I-VI#-IV-VII, e em C: I-I(5b)6/4-IV. A introdução nada mais é do que A executado com arranjo diferente e sem melodia. Sempre entre B e A' existe uma ponte, onde nada mais é do que o IV grau executado com um riff de guitarra. O VI grau de B é um acorde de passagem oriundo da escala de Lá menor melódica.

sábado, 20 de junho de 2009

Extreme Noise Terror - Phonophobia (1991)

GÊNERO: Crust Core
ORIGEM: Inglaterra (Ipswich / Suffolk)
FORMAÇÃO:
Phil Vane (Vocal)
Dean Jones (Vocal)
Pete Hurley (Guitarra)
Mark Bailey (Baixo)
Tony Stick Dickens (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 130 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das frequentes síncopas e pausas, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais constante. A melodia caminha muito pouco, sempre por graus conjuntos, ocorrendo um salto maior devido à formação com dois vocais, o que aumenta sua extensão, a qual não é muito elevada, bem como a altura, mantendo a tônica e a quinta da tonalidade em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo frequentes acordes de passagem. Destaque para a execução do arranjo da guitarra por Pete Hurley.
.
DESTAQUE: Lame Brain
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma I-A-B-A-B-I-C-A-B. O ritmo é pouco denso, apesar das constantes síncopas e pausas na introdução, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre por graus conjuntos, exceto no momento em que ocorre a execução pelo outro vocalista, aumentando sua extensão, a qual não é elvada, assim como a altura, mantendo a tônica e quinta do acorde em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: A5-Eb5-B5-F5-C5, em B: E5-Gb5-G5-Bb5-G5-Bb5-C5, e em C: A5-Eb5-D5-C5. A introdução nada mais é do que A executado com arranjo diferente.

quinta-feira, 18 de junho de 2009

Dwarves - Come Clean (2000)

GÊNERO: Garage Punk
ORIGEM: EUA (Chicago-C.C. / Illinois)
FORMAÇÃO:
Blag The Ripper (Vocal)
HeWhoCanNotBeNamed (Guitarra)
Whölley Smökkes (Guitarra)
Mr. Everything (Baixo)
Vadge Amoral (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo possui certa densidade, elevada, principalmente devido aos arranjos de guitarra, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, não havendo saltos, quando ocorre, dificilmente ultrapassam uma quinta de distância, mantém a tônica e quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, com eventuais acordes executados com a inclusão da terça, bem como poucos acordes de passagem, além de eventuais riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para os arranjos de guitarra.
.
DESTAQUE: Johnny On The Spot
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A-C-B'. O ritmo apresenta certa densidade, principalmente, devido aos arranjos de guitarra e à parte C, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha sempre por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, existindo a inclusão de contracantos em B, mantendo a tônica e a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada quase toda em power chords, com excessão dos acordes de V grau (toda música), I grau (em B e C) e VII grau (no último acorde de B), sendo em A: I-VI-IV-VII-Cr-I-VI-IV-III-II-V, em B: i-VII-VI-v-VII, e em C: i-v. A introdução nada mais é do que A executado sem melodia e com arranjo de guitarra diferente.

terça-feira, 16 de junho de 2009

Disorder - We're Still Here (2002)

GÊNERO: D-Beat
ORIGEM: Inglaterra (Bristol / Bristol)
FORMAÇÃO:
Taf (Vocal, baixo)
Goz (Guitarra)
Yaga (Guitarra)
Chris Wheelie (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo é pouco denso, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre por graus conjuntos, mantendo extensão e altura pouco elevados, mantendo a tônica ou quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo eventuais acordes de passagem. Destaque para os efeitos de guitarra.
.
DESTAQUE: Trap
Música com compasso quaternário, tonalidade de Am (Lá menor) e forma I-A-B-A'-B-A'-B'-A''. O ritmo é pouco denso, sendo o momento mais elevado no momento em que a bateria faz uma pausa no início de B', mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, e mantendo a tônica e a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é toda executada em power chords, sendo em A: I-III-IV-III-IV-VI-IV-III-I-VII, e em B: I-VII. A introdução possui um riff exeutado, pela guitarra, nas notas Lá e Sol, de maneira constante e repetitiva, sobre um arranjo de bateria.

domingo, 14 de junho de 2009

Diesel Boy - Sofa King Cool (1999)

GÊNERO: Hardcore Melódico
ORIGEM: EUA (Santa Rosa-S.C. / California)
FORMAÇÃO:
Diesel Dave Lake (Vocal, guitarra)
Justin Werth (Guitarra)
Greg Hensley (Baixo)
Geoff Lackey (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 110 bpm. O ritmo é pouco denso, apesar das frequentes variações de cadência, acentuações fora do tempo forte, ou frequente inclusão de síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, geralmente, por graus conjuntos, eventualmente ocorrendo saltos que não chegam a ultrapassar uma quinta de distância, mantendo a tônica ou a quinta da tonalidade em questão como referência. A harmonia é executada toda em power chords, eventualmente existindo acordes com a inclusão da terça, havendo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, havendo eventuais acordes de passagem. Destaque para a execução do arranjo vocal por Diesel Dave Lake.
.
DESTAQUE: Shining Star
Música com compasso quaternário, tonalidade de Fm (Fá menor) e forma I-A-B-C-I-A-B-C-D-C'. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado devido às constantes variações de cadência e eventuais síncopas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha bastante, basicamente, por graus conjuntos, a extensão é pouco elevada, podendo chegar a um salto de, no máximo, uma quinta de distância, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, havendo eventuais intervalos de terça, sendo a introdução (I): V, em A: V-III-I-VII, em B: II-VII-IV, em C: V-III-I-II, e em D: V-IV/V-V-IV/V-V/V. Entre C e D existe uma ponte, onde nada mais é do que uma variação no quinto grau, preparando a mudança da tonalidade, na parte D. Na introdução existe um riff de guitarra executado de maneira oitavada, o quinto grau.

sexta-feira, 12 de junho de 2009

Dicks - Peace? (1984)

GÊNERO: Hardcore Old School
ORIGEM: EUA (Austin-T.C. / Texas)
FORMAÇÃO:
Gary Floyd (Vocal)
Tim Carrol (Guitarra)
Sebastian Fuchs (Baixo)
Lynn Perko (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado devido às acentuações fora do tempo forte, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, geralmente por graus conjuntos, possuindo extensão e altura pouco elevados, além de manter a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, estes em posição de pestana, além de possuir eventuais acordes de passagem. Destaque para os arranjos de Tim Carrol.
.
DESTAQUE: Nobody Asked Me
Música com compasso quaternário, tonalidade de F#m (Fá sustenido menor) e forma A-B-C-B-A-B'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido à acentuação no contratempo em B, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, possui extensão e altura pouco elevados, mantendo a quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, com exceção de B, onde o acorde com a inclusão da terça é executado, sendo em A: IV-VI-V-I, em B: VI-V, e em C: VII-I-II-III.

quarta-feira, 10 de junho de 2009

Destruction - Sentence Of Death (1984)

GÊNERO: Thrash Metal
ORIGEM: Alemanha (Weil Am Rhein / Baden-Württemberg)
FORMAÇÃO:
Schmier - Marcel Schirmer (Vocal, baixo)
Mike Sifringer (Guitarra)
Tommy - Thomas Sandmann (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 130 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado nos trechos em que ocorre uma variação da cadência, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha pouco, existindo eventuais saltos que podem ultrapassar uma oitava de distância, originando uma extesão elevada, mantendo a tônica ou quinta da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, com eventuais trechos onde acordes com a inclusão da terça são executados, estes de maneira arpejada, existindo frequentes riffs de guitarra ajudando a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para os riffs e solos de Mike Sifringer.
.
DESTAQUE: Satan's Revenge
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma I-A-B-A-B-C-A'-A-B-C-D. O ritmo é pouco denso, sendo elevado devido às variações de cadência entre as partes, mantendo a figura da semi-colcheia como a figura mais frequente. A melodia caminha pouco, sempre em graus conjuntos, mantendo a tônica e a quinta justa da harmonia do trecho em questão como referência, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo a introdução (I): D5-C5-B5, em A: A5-Bb5-A5-D5-Bb5-C5, em B: G5-F#5-E5, em C: B5-C5-B5-A5-B5-D5-E5-C5-D5, e em D: B5-A5-G5-F#5-D5-A5. Sempre antes de C existe uma ponte, onde existe a progressão harmônica G5-D5-B5.

segunda-feira, 8 de junho de 2009

Desafio Ao Poder - Desafio Ao Poder (2000)

GÊNERO: Crust Core
ORIGEM: Brasil (Canoas / Rio Grande do Sul)
FORMAÇÃO:
Bira (Vocal, baixo)
Téo (Guitarra)
Alex (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo mais elevado nos momentos onde ocorrem variações de cadência, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha quase nada, mantendo a tônica da tonalidade original como referência, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada toda em power chords, existindo frequentes acordes de passagem. Destaque para a execução dos arranjos de bateria.
.
DESTAQUE: "Poema" / Porcos Imundos
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma A-B-C-A. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado devido aos arranjos de bateria, principalmente em A, e às variações de cadência, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia quase não caminha, mantendo a tônica do trecho em questão como referência, possuindo extensão e altura pouco elevados. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: D5-C#5-G5-G#5, em B: C#5-D5, e em C: F#5-G5-G#5-G5-F#5-G5-E5.

sábado, 6 de junho de 2009

Dead Kennedys - Fresh Fruit For Rotting Vegetables (1980)

GÊNERO: Hardcore Old School
ORIGEM: EUA (São Francisco-S.F.C. / California)
FORMAÇÃO:
Jello Biafra (Vocal)
East Bay Ray (Guitarra)
Klaus Flouride (Baixo)
Ted (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 120 bpm. O ritmo possui certa densidade, principalmente, devido aos arranjos de bateria, existindo acentuações no tempo fraco ou contratempo, bem como frequentes variações de figura ritmica, mantendo as figuras da semi-colcheia e colcheia como as mais frequentes. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, mantendo a tônica e a quinta da tonalidade como referência, existindo extensão elevada em eventuais trechos. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo frequentes acordes de passagem, bem como eventuais acordes com dissonâncias ou inclusão de terça ou riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a participação de 6025, tocando guitarra, em Ill In The Head.
.
DESTAQUE: Stealing People's Mail
Música com compasso quaternário, sem tonalidade definida e forma A-B-A'-B'-C-D-A'-B'-B''-C'. O ritmo apresenta certa densidade devido às constantes pausas de A e às constantes acentuações no contratempo ao decorrer da música, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, a extensão é pouco elevada, dificilmente existindo saltos, mantendo a tônica e a quinta da tonalidade do trecho em questão como referência. A harmonia muda frequentemente de tonalidade (Gm-Am-Bbm), sendo assim, sem acordes de passagem, executada toda em power chords, em A: G5-F5-G5, em B: A5-G5-A5-G5-D5-C5-D5-C5-A5-G5-A5-G5-E5-D5-E5-D5, e em C: Bb5-Ab5-Bb5-Ab5-Eb5-Db5-Eb5-Db5-Bb5-Ab5-Bb5-Ab5-F5-Eb5-F5-Eb5.

quinta-feira, 4 de junho de 2009

Danzig - Blackacidevil (1996)

GÊNERO: Industrial
ORIGEM: EUA (Lodi-B.C. / Nova Jersey)
FORMAÇÃO:
Glenn Danzig (Vocal, guitarra, teclado, baixo)
Jerry Cantrell (Guitarra)
Joseph Bishara (Guitarra, programação)
Joey Castillo (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 105 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo este elevado devido às eventuais acentuações no tempo fraco ou contratempo, mantendo as figuras da colcheia e semi-colcheia como as mais frequentes. A melodia caminha, geralmente, em graus conjuntos, possuindo extensão elevada, além de manter a tônica da tonalidade como referência. A harmonia é executada toda em power chords, geralmente, mantendo um loop da progressão, ao menos, na parte em execução. Destaque para as participações de Josh Lazie, baixo em Sacrifice, e Mark Chaussee, guitarra em Sacrifice e Serpentia.
.
DESTAQUE: Sacrifice
Música com compasso quaternário, tonalidade de Cm (Dó menor) e forma A-B-A-B'-A'. O ritmo é pouco denso, sendo elevado nas variações de cadência de A para B, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, em sua maioria, por graus conjuntos, não possuindo saltos, apenas nas mudanças entre A e B, mantendo a tríade da tonalidade como referência, além de possuir extensão elevada. A harmonia é executada toda em power chords, existindo a linha do teclado para ajudar na caracterização da harmonia em questão, sendo em A: I-III, e em B: I-III-IV.

terça-feira, 2 de junho de 2009

Cripple Bastards - Chaos Non Musica (1996)

GÊNERO: Grind Core
ORIGEM: Itália (Asti / Piemonte)
FORMAÇÃO:
Giulio The Bastard (Vocal)
Alberto The Crippler (Guitarra)
Michele Hoffman (Bateria)
.
O Ep possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 130 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo pouco elevado devido às eventuais variações de cadência, mantendo as figuras da colcheia e semi-colcheia como as mais frequentes. A melodia caminha pouco, mantendo a quinta da tonalidade como referência, não possuindo extensão e altura elevados. A harmonia é executada toda em power chords, exiostindo eventuais acordes de passagem. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra por Alberto The Crippler.
.
DESTAQUE: Polizia... Una Razza Da Estinguere
Música com compasso quaternário, tonalidade de F#m (Fá sustenido menor) e forma A-B-C-D. O ritmo é pouco denso, sendo pouco elevado devido às variações de cadência, mantendo as figuras da colcheia e semicolcheia como as mais frequentes. A melodia caminha pouco, somente quando muda a parte, e sempre em graus conjuntos, mantendo a quinta da tonalidade como referência, além de altura pouco elevada. A harmonia é executada toda em power chords, sendo em A: I-III-VII-VI-V-VI-VII, em B: V-VII-IV-III-I-III-IV, em C: V-VII, e em D: V-VII-III-VI-VII-V-II-III-IV-V.