quarta-feira, 23 de outubro de 2013

Grave Digger - Rheingold (2003)

GÊNERO: Heavy Metal
ORIGEM: Alemanha (Gladbeck / North Rhine-Westphalia)
FORMAÇÃO:
Chris Boltendahl (Vocal)
Manni Schmidt (Guitarra)
H.P. Katzenburg (Teclado)
Jens Becker (Baixo)
Stefan Arnold (Bateria)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. Os instrumentos de corda estão afinados meio tom abaixo da afinação padrão. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais intervalos e acordes com a inclusão da terça ou dissonâncias, bem como frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para a execução dos arranjos de guitarra por Manni Schmidt.
.
DESTAQUE: Liar
Música com compasso quaternário, tonalidade de Ebm (Mi bemol menor), e forma I-A-B-C-A-B-C-C'-B-C. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido à eventuais variações de cadência, bem como pausas e arranjos específicos de cada instrumento, em especial da guitarra, mantendo a figura da semi-colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada, quase toda, em power chords, existindo eventuais intervalos de terça ou dissonâncias, bem como frequentes riffs de guitarra que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo na introdução (I): I-V-VI-I-VI-V, em A: II-I, em B: I-VI, e em C: III-V-I-III-V-VI. Entre C e C' existe uma ponte onde nada mais é do que um riff de guitarra, executado de maneira solo, sob o acorde do quarto grau.

Nenhum comentário :

Postar um comentário