sábado, 18 de maio de 2013

Barnyard Ballers - Nudie Bar Blues (2001)

GÊNERO: Psychobilly
ORIGEM: EUA (Seattle-K.C. / Washington)
FORMAÇÃO:
Rich Stahlhut (Vocal)
Rob Kwait (Guitarra, baixo acústico)
Rick Stojak (Bateria, percussão)
.
O álbum possui músicas com compasso quaternário e andamento médio de 115 bpm. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido aos frequentes shuffles, variações de cadência e pausas, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada em power chords e acordes com a inclusão da terça e dissonâncias, existindo frequentes riffs de guitarra e frases do baixo que ajudam a caracterizar a harmonia em questão. Destaque para as participações de Vic Yamasaki e Thomas Mejar tocando guitarra, Johnny Bowler e Kim Kix tocando baixo acústico, e Martin Budde tocando percussão.
.
DESTAQUE: Porno Slut
Música com compasso quaternário, tonalidade de E (Mi Maior), e forma A-B-A-B'-C-D-A-B'-C-D. O ritmo é pouco denso, sendo elevado, principalmente, devido à frequentes shuffles, bem como variações de cadência, e eventuais acentos deslocados do tempo forte ou contratempo, mantendo a figura da colcheia como a mais frequente. A melodia caminha, geralmente, por graus conjuntos, possuindo altura e extensão pouco elevados, mantendo as notas da tríade da tonalidade como referência. A harmonia é executada com eventuais acordes de passagem oriundos de empréstimo modal, bem como frequentes riffs de guitarra e frases do baixo que ajudam a caracterizar a harmonia em questão, sendo em A: I-IV-VI/i-IV-VI/i-I, em B: III/i-IV, em C: I-III/i-IV-VI/i, e em D: I-III/i-IV-III/i.

Nenhum comentário :

Postar um comentário